terça-feira, 11 de julho de 2017

*ANJO DO DIA 11/07/2017 - HAHAHEL - SALMO 119*

ANJO n º 41 - HAHAHEL

Este anjo é invocado contra os inimigos da religião e os caluniadores. Protege a verdadeira palavra de Jesus, os seus missionários e as pessoas ligadas ao sacerdócio a obterem a paz.

Influência: Quem nasce sob esta influência ama a verdade, é cumpridor de seus deveres e obrigações. Tem forte poder de concentração e sabedoria para discernir e julgar. Enfrenta os problemas com maturidade e em seu íntimo, sente que Deus reservou-lhe uma grande missão. Mas quando começar? Provavelmente ao encontrar o parceiro ideal, digno de ideias e nobreza de caráter, pois o cumprimento desta missão deverá ser acompanhada pela pessoa amada. Terá vontade de ter filhos, para que estes continuem os ensinamentos da verdade. Este anjo concede o dom da comunicação, o carisma e a facilidade para o aprendizado dos mais diversos assuntos, principalmente na área esotérica. Provavelmente começará a trabalhar muito cedo, tendo tendência para trabalhos ligados à espiritualidade. Buscará a verdade da palavra de Jesus nos verdadeiros livros apócrifos e se consagrará ao serviço de Deus. Agirá sempre em harmonia com as leis do Universo e ensinará as pessoas a conviverem com uma religião nova, aquela que transcende do templo, a que vem do coração. Terá muitos amigos e adeptos de suas ideias e colocará sua imensa energia a serviço do bem comum. Poderá ter pontos de vista que entrarão em conflito com outras religiões. Especialista em dialetos religiosos, estudados de forma racional e por muita pesquisa, será um expert em decifrar escritos sagrados. Grande transformador do mundo terá sempre muita sorte e uma vida esplêndida, será muito feliz. 

Profissionalmente: Poderá fazer sucesso como professor, médico, enfermeiro, assistente social, psicólogo, sociólogo ou em qualquer atividade ligada ao esoterismo. Sua vocação será provavelmente encontrada dentro das áreas ligadas à religião, à espiritualidade, ao esoterismo e à metafísica. Poderá ser um grande missionário, dentro ou fora de alguma ordem religiosa. 

Anjo ContrárioDomina a necromancia, a desonra, a adoração de ídolos, os rituais profanos, as cerimônias eróticas e os escândalos. A pessoa sob a influência deste anjo contrário poderá ter condutas impróprias à moral vigente na sociedade onde vive. Terá menosprezo pelos humildes e por aqueles que têm dificuldade para aprender. Poderá ser pregador de uma falsa religião e utilizar de forma errônea seus conhecimentos espiritualistas, apenas para se beneficiar com recursos materiais.

Categoria: Virtudes
Príncipe: Raphael
Protege os dias: 
11/07 - 22/09 - 04/12 - 15/02 e 29/04.
Número de sorte: 10
Está presente na Terra: das 13h 20 às 13h 40
Mês de mudança: outubro
Carta do tarô: A roda da fortuna

Salmo 119 - Salmo especial para louvar ao Senhor e para a realização de todos os seus sonhos no campo do amor, do trabalho e das finanças.

01 - Bem-aventurados os que trilham com integridade o seu caminho, os que andam na lei do Senhor!
02 - Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, que o buscam de todo o coração,
03 - que não praticam iniquidade, mas andam nos caminhos dele!
04 - Tu ordenaste os teus preceitos, para que fossem diligentemente observados.
05 – Oxalá sejam os meus caminhos dirigidos de maneira que eu observe os teus estatutos!
06 - Então não ficarei confundido, atentando para todos os teus mandamentos.
07 - Louvar-te-ei com retidão de coração, quando tiver aprendido as tuas retas ordenanças.
08 - Observarei os teus estatutos; não me desampares totalmente!
09 - Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o de acordo com a tua palavra.
10 - De todo o meu coração tenho te buscado; não me deixes desviar dos teus mandamentos.
11 - Escondi a tua palavra no meu coração, para não pecar contra ti.
12 - Bendito és tu, ó Senhor; ensina-me os teus estatutos.
13 - Com os meus lábios declaro todas as ordenanças da tua boca.
14 - Regozijo-me no caminho dos teus testemunhos, tanto como em todas as riquezas.
15 - Em teus preceitos medito, e observo os teus caminhos.
16 - Deleitar-me-ei nos teus estatutos; não me esquecerei da tua palavra.
17 - Faze bem ao teu servo, para que eu viva; assim observarei a tua palavra.
18 - Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da tua lei.
19 - Sou peregrino na terra; não escondas de mim os teus mandamentos.
20 - A minha alma se consome de anelos por tuas ordenanças em todo o tempo.
21 - Tu repreendeste os soberbos, os malditos, que se desviam dos teus mandamentos.
22 - Tira de sobre mim o opróbrio e o desprezo, pois tenho guardado os teus testemunhos.
23 - Príncipes sentaram-se e falavam contra mim, mas o teu servo meditava nos teus estatutos.
24 - Os teus testemunhos são o meu prazer e os meus conselheiros.
25 - A minha alma apega-se ao pó; vivifica-me segundo a tua palavra.
26 - Meus caminhos te descrevi, e tu me ouviste; ensina-me os teus estatutos.
27 - Faze-me entender o caminho dos teus preceitos; assim meditarei nas tuas maravilhas.
28 - A minha alma se consome de tristeza; fortalece-me segundo a tua palavra.
29 - Desvia de mim o caminho da falsidade, e ensina-me benignidade a tua lei.
30 - Escolhi o caminho da fidelidade; diante de mim pus as tuas ordenanças.
31 - Apego-me aos teus testemunhos, ó Senhor; não seja eu envergonhado.
32 - Percorrerei o caminho dos teus mandamentos, quando dilatares o meu coração.
33 - Ensina-me, ó Senhor, o caminho dos teus estatutos, e eu o guardarei até o fim.
34 - Dá-me entendimento, para que eu guarde a tua lei, e a observe de todo o meu coração.
35 - Faze-me andar na vereda dos teus mandamentos, porque nela me comprazo.
36 - Inclina o meu coração para os teus testemunhos, e não para a cobiça.
37 - Desvia os meus olhos de contemplarem a vaidade, e vivifica-me no teu caminho.
38 - Confirma a tua promessa ao teu servo, que se inclina ao teu temor.
39 - Desvia de mim o opróbrio que temo, pois as tuas ordenanças são boas.
40 - Eis que tenho anelado os teus preceitos; vivifica-me por tua justiça.
41 - Venha também sobre mim a tua benignidade, ó Senhor, e a tua salvação, segundo a tua palavra.
42 - Assim terei o que responder ao que me afronta, pois confio na tua palavra.
43 - De minha boca não tires totalmente a palavra da verdade, pois tenho esperado nos teus juízos.
44 - Assim observarei de contínuo a tua lei, para sempre e eternamente;
45 - E andarei em liberdade, pois tenho buscado os teus preceitos.
46 - Falarei dos teus testemunhos perante os reis, e não me envergonharei.
47 - Deleitar-me-ei em teus mandamentos, que eu amo.
48 - Também levantarei as minhas mãos para os teus mandamentos, que amo, e meditarei nos teus estatutos.
49 - Lembra-te da palavra dada ao teu servo, na qual me fizeste esperar.
50 - Isto é a minha consolação na minha angústia, que a tua promessa me vivifica.
51 - Os soberbos zombaram grandemente de mim; contudo não me desviei da tua lei.
52 - Lembro-me dos teus juízos antigos, ó Senhor, e assim me consolo.
53 - Grande indignação apoderou-se de mim, por causa dos ímpios que abandonam a tua lei.
54 - Os teus estatutos têm sido os meus cânticos na casa da minha peregrinação.
55 - De noite me lembrei do teu nome, ó Senhor, e observei a tua lei.
56 - Isto me sucedeu, porque tenho guardado os teus preceitos.
57 - O Senhor é o meu quinhão; prometo observar as tuas palavras.
58 - De todo o meu coração imploro o teu favor; tem piedade de mim, segundo a tua palavra.
59 - Quando considero os meus caminhos, volto os meus pés para os teus testemunhos.
60 - Apresso-me sem detença a observar os teus mandamentos.
61 - Enleiam-me os laços dos ímpios; mas eu não me esqueço da tua lei.
62 - À meia-noite me levanto para dar-te graças, por causa dos teus retos juízos.
63 - Companheiro sou, de todos os que te temem, e dos que guardam os teus preceitos.
64 - A terra, ó Senhor, está cheia da tua benignidade; ensina-me os teus estatutos.
65 - Tens usado de bondade para com o teu servo, Senhor, segundo a tua palavra.
66 - Ensina-me bom juízo e ciência, pois creio nos teus mandamentos.
67 - Antes de ser afligido, eu me extraviava; mas agora guardo a tua palavra.
68 - Tu és bom e fazes o bem; ensina-me os teus estatutos.
69 - Os soberbos forjam mentiras contra mim; mas eu de todo o coração guardo os teus preceitos.
70 - Torna-se-lhes insensível o coração como a gordura; mas eu me deleito na tua lei.
71 - Foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos.
72 - Melhor é para mim a lei da tua boca do que milhares de ouro e prata.
73 - As tuas mãos me fizeram e me formaram; dá-me entendimento para que aprenda os teus mandamentos.
74 - Os que te temem me verão e se alegrarão, porque tenho esperado na tua palavra.
75 - Bem sei eu, ó Senhor, que os teus juízos são retos, e que em tua fidelidade me afligiste.
76 - Sirva, pois, a tua benignidade para me consolar, segundo a palavra que deste ao teu servo.
77 - Venham sobre mim as tuas ternas misericórdias, para que eu viva, pois a tua lei é o meu deleite.
78 - Envergonhados sejam os soberbos, por me haverem subvertido sem causa; mas eu meditarei nos teus preceitos.
79 - Voltem-se para mim os que te temem, para que conheçam os teus testemunhos.
80 - Seja perfeito o meu coração nos teus estatutos, para que eu não seja envergonhado.
81 - Desfalece a minha alma, aguardando a tua salvação; espero na tua palavra.
82 - Os meus olhos desfalecem, esperando por tua promessa, enquanto eu pergunto: Quando me consolarás tu?
83 - Pois tornei-me como odre na fumaça, mas não me esqueci dos teus estatutos.
84 - Quantos serão os dias do teu servo? Até quando não julgarás aqueles que me perseguem?
85 - Abriram covas para mim os soberbos, que não andam segundo a tua lei.
86 - Todos os teus mandamentos são fiéis. Sou perseguido injustamente; ajuda-me!
87 - Quase que me consumiram sobre a terra, mas eu não deixei os teus preceitos.
88 - Vivifica-me segundo a tua benignidade, para que eu guarde os testemunhos da tua boca.
89 - Para sempre, ó Senhor, a tua palavra está firmada nos céus.
90 - A tua fidelidade estende-se de geração a geração; tu firmaste a terra, e firme permanece.
91 - Conforme a tua ordenança, tudo se mantém até hoje, porque todas as coisas te obedecem.
92 - Se a tua lei não fora o meu deleite, então eu teria perecido na minha angústia.
93 - Nunca me esquecerei dos teus preceitos, pois por eles me tens vivificado.
94 - Sou teu, me salva; pois tenho buscado os teus preceitos.
95 - Os ímpios me espreitam para me destruírem, mas eu atento para os teus testemunhos.
96 - A toda perfeição vi limite, mas o teu mandamento é ilimitado.
97 - Oh! Quanto amo a tua lei! Ela é a minha meditação o dia todo.
98 - O teu mandamento me faz mais sábio do que meus inimigos, pois está sempre comigo.
99 - Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque os teus testemunhos são a minha meditação.
100 - Sou mais entendido do que os velhos, porque tenho guardado os teus preceitos.
101 - Retenho os meus pés de todo caminho mau, a fim de observar a tua palavra.
102 - Não me aperto das tuas ordenanças, porque és tu quem me instrui.
103 - Oh! Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! mais doces do que o mel à minha boca.
104 - Pelos teus preceitos alcanço entendimento, pelo que aborreço toda vereda de falsidade.
105 - Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.
106 - Fiz juramento, e o confirmei, de guardar as tuas justas ordenanças.
107 - Estou aflitíssimo; vivifica-me, ó Senhor, segundo a tua palavra.
108 - Aceita, Senhor, eu te rogo, as oferendas voluntárias da minha boca, e ensina-me as tuas ordenanças.
109 - Estou continuamente em perigo de vida; todavia não me esqueço da tua lei.
110 - Os ímpios me armaram laço, contudo não me desviei dos teus preceitos.
111 - Os teus testemunhos são a minha herança para sempre, pois são eles o gozo do meu coração.
112 - Inclino o meu coração a cumprir os teus estatutos, para sempre, até o fim.
113 - Aborreço a duplicidade, mas amo a tua lei.
114 - Tu és o meu refúgio e o meu escudo; espero na tua palavra.
115 - Apartai-vos de mim, malfeitores, para que eu guarde os mandamentos do meu Deus.
116 - Ampara-me conforme a tua palavra, para que eu viva; e não permitas que eu seja envergonhado na minha esperança.
117 - Sustenta-me, e serei salvo, e de contínuo terei respeito aos teus estatutos.
118 - Desprezas todos os que se desviam dos teus estatutos, pois a astúcia deles é falsidade.
119 - Deitas fora, como escória, todos os ímpios da terra; pelo que amo os teus testemunhos.
120 - Arrepia-se-me a carne com temor de ti, e tenho medo dos teus juízos.
121 - Tenho praticado a retidão e a justiça; não me abandones aos meus opressores.
122 - Fica por fiador do teu servo para o bem; não me oprimem os soberbos.
123 - Os meus olhos desfalecem à espera da tua salvação e da promessa da tua justiça.
124 - Trata com o teu servo segundo a tua benignidade, e ensina-me os teus estatutos.
125 - Sou teu servo; dá-me entendimento, para que eu conheça os teus testemunhos.
126 - É tempo de agires, ó Senhor, pois eles violaram a tua lei.
127 - Pelo que amo os teus mandamentos mais do que o ouro, sim, mais do que o ouro fino.
128 - Por isso dirijo os meus passos por todos os teus preceitos, e aborreço toda vereda de falsidade.
129 - Maravilhosos são os teus testemunhos, por isso a minha alma os guarda.
130 - A exposição das tuas palavras dá luz; dá entendimento aos simples.
131 - Abro a minha boca e arquejo, pois estou anelante pelos teus mandamentos.
132 - Volta-te para mim, e compadece-te de mim, conforme usas para com os que amam o teu nome.
133 - Firma os meus passos na tua palavra; e não se apodere de mim iniquidade alguma.
134 - Resgata-me da opressão do homem; assim guardarei os teus preceitos.
135 - Faze resplandecer o teu rosto sobre o teu servo, e ensina-me os teus estatutos.
136 - Os meus olhos derramam rios de lágrimas, porque os homens não guardam a tua lei.
137 - Justo és, ó Senhor, e retos são os teus juízos.
138 - Ordenaste os teus testemunhos com retidão, e com toda a fidelidade.
139 - O meu zelo me consome, porque os meus inimigos se esquecem da tua palavra.
140 - A tua palavra é fiel a toda prova, por isso o teu servo a ama.
141 - Pequeno sou e desprezado, mas não me esqueço dos teus preceitos.
142 - A tua justiça é justiça eterna, e a tua lei é a verdade.
143 - Tribulação e angústia se apoderaram de mim; mas os teus mandamentos são o meu prazer.
144 - Justos são os teus testemunhos para sempre; dá-me entendimento, para que eu viva.
145 - Clamo de todo o meu coração; atende-me, Senhor! Eu guardarei os teus estatutos.
146 - A ti clamo; salva-me, para que guarde os teus testemunhos.
147 - Antecipo-me à alva da manhã e clamo; aguardo com esperança as tuas palavras.
148 - Os meus olhos se antecipam às vigílias da noite, para que eu medite na tua palavra.
149 - Ouve a minha voz, segundo a tua benignidade; vivifica-me, ó Senhor, segundo a tua justiça.
150 - Aproximam-se os que me perseguem maliciosamente; andam afastados da tua lei.
151 - Tu estás perto, Senhor, e todos os teus mandamentos são verdade.
152 - Há muito sei eu dos teus testemunhos que os fundaste para sempre.
153 - Olha para a minha aflição, e livra-me, pois não me esqueço da tua lei.
154 - Pleiteia a minha causa, e resgata-me; vivifica-me segundo a tua palavra.
155 - A salvação está longe dos ímpios, pois não buscam os teus estatutos.
156 - Muitas são Senhor, as tuas misericórdias; vivifica-me segundo os teus juízos.
157 - Muitos são os meus perseguidores e os meus adversários, mas não me desvio dos teus testemunhos.
158 - Vi os pérfidos, e me afligi, porque não guardam a tua palavra.
159 - Considera como amo os teus preceitos; vivifica-me, Senhor, segundo a tua benignidade.
160 - A soma da tua palavra é a verdade, e cada uma das tuas justas ordenanças dura para sempre.
161 - Príncipes me perseguem sem causa, mas o meu coração teme as tuas palavras.
162 - Regozijo-me com a tua palavra, como quem acha grande despojo.
163 - Odeio e abomino a falsidade; amo, porém, a tua lei.
164 - Sete vezes no dia te louvo pelas tuas justas ordenanças.
165 - Muita paz têm os que amam a tua lei, e não há nada que os faça tropeçar.
166 - Espero Senhor, na tua salvação, e cumpro os teus mandamentos.
167 - A minha alma observa os teus testemunhos; amo-os extremamente.
168 - Observo os teus preceitos e os teus testemunhos, pois todos os meus caminhos estão diante de ti.
169 - Chegue a ti o meu clamor, ó Senhor; dá-me entendimento conforme a tua palavra.
170 - Chegue à tua presença a minha súplica; livra-me segundo a tua palavra.
171 - Profiram louvor os meus lábios, pois me ensinas os teus estatutos.
172 - Celebre a minha língua a tua palavra, pois todos os teus mandamentos são justos.
173 - Esteja pronta a tua mão para me socorrer, pois escolhi os teus preceitos.
174 - Anelo por tua salvação, ó Senhor; a tua lei é o meu prazer.
175 - Que minha alma viva, para que te louve; ajudem-me as tuas ordenanças.
176 - Desgarrei-me como ovelha perdida; busca o teu servo, pois não me dos teus mandamentos.

Fonte:http://www.portalangels.com/