segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

"HOMENAGEM À MINHA MÃE RUTE SOARES SIQUEIRA"




MÃE,  

HOJE A SENHORA FARIA 81 ANOS...


O seu aniversário sempre foi uma data muito importante para todos nós, sua família e amigos e por isso sempre lembrado... 

Por ele sempre recebeu dádivas marcantes e definitivas, além de muitas homenagens, embora sempre gostasse muito mais de presentear do que ser presenteada...

Foi nessa data que  começou o maior e último amor de sua vida como mulher... 

Foi, também nessa data, ao completar 40 anos que recebeu de presente seu quarto neto, que hoje comemora 41 anos...

A senhora me ensinou que no dia do aniversário, o aniversariante tem o direito de festejá-lo da forma que melhor lhe aprouver e não como os outros desejam , já que é o "seu grande dia"... 

Foi triste quando deixou de gostar dessa sua data mãe, porque foi como se ali já tivesse morrido um pouco... 

Pelo que se sabe, até hoje todos nós viemos a este mundo através de uma mãe... Então, muito já se disse sobre ela, e cada um acha que só a sua é a mais especial!

Mas uma mensagem, cujo autor desconheço reflete uma das muitas qualidades do que "é" a "minha mãe", digo "é" porque sei que continua protegendo as suas filhas, netos e bisnetos, mesmo não estando mais aqui:


Quando a senhora se foi, eu já tinha tido a maior perda que uma mãe pode ter e senti até um "pouquinho de ciúmes" porque a senhora iria abraçá-lo antes de mim e lhe pedi que o abraçasse "por mim"... 

Durante esses 67 meses sem a senhora mãe, quantas vezes, em muitas situações, senti MUITA FALTA do seu amor quase obsessivo por mim (como diz minha irmã mais velha), dos seus olhos que me fitaram inúmeras vezes com o amor que nunca mais alguém irá me olhar nesta vida, ou dos mesmos olhos que se tornavam duros ao me dar as lições que eu mereci, da sua voz que me consolava ou que me incomodava nos telefonemas nas horas mais impróprias e que exigia minha atenção exclusiva... Saudades do seu cheiro, do seu abraço, do seu beijo...

 A nossa inversão de papéis, não pela sua idade, mas sim pela herança de força que recebi da senhora e pelas situações vividas, muitas vezes me esgotaram e olhe só, hoje me pego causando o mesmo cansaço nos meus filhos...

  Por ter me dado a vida, por ser a super-mãe, super-super-avó e bisavó que foi nesta vida, espero que Deus lhe conceda hoje uma festa de encontros com todos, familiares e amigos que amou e que, já estão nessa outra dimensão em que se encontra... 

Sinta-se abraçada, beijada e muito amada por todos que aqui ficaram e a quem tanto se doou...



PARABÉNS MINHA MÃMA, MINHA MÃE-FILHA, MEU ETERNO AMOR: RUTE SOARES SIQUEIRA! 

TE AMO COMO SEMPRE E PARA SEMPRE... 

Da sua "filha do meio", 

Carolina Ferreira - 09/02/2015